Call Export analisa o mercado de Exportação de Gado Vivo em 2021. Foto por Sean McGee no Unsplash.

A Exportação do Gado Vivo

O Brasil é o 6o maior exportador de produtos agropecuários do mundo e a exportação de animais vivos é a que mais cresce no país. Países como o Iraque a Turquia são os que mais consomem esse tipo de exportação. Além deles, até abril de 2020, seguem outros países que mais importaram gado vivo do Brasil de acordo com o blog do site Fazcomex.com.br:

1º           Turquia                26          127 milhões

2º           Iraque                   20          89,2 milhões

3º           Líbano                  12          52,9 milhões

4º           Egito                     11          51,8 milhões

5º           Jordânia                5,9         27,1 milhões

6º           Argentina             4             18,2 milhões

7º           Peru                      3,6         16,5 milhões

8º           Colômbia             2,8         13 milhões

9º           Equador               2,7         12,5 milhões

10º         Paraguai                2,1         9,45 milhões

A exportação do gado brasileiro vivo é reconhecida pelo padrão internacional de qualidade e pela rigorosa fiscalização sanitária.  Cada animal inclusive recebe um chip que monitora sua condição de saúde ao longo dos 20 dias que passam em embarcação indo para a Turquia, por exemplo.

Dentre todas as etapas que correspondem, desde a Negociação até a finalização da quarentena no destino, é importante tomar conhecimento de todos os procedimentos e documentos necessários para o sucesso da exportação. O ministério da Agricultura disponibiliza para download um manual de procedimentos para exportação de bovinos, baixe ele aqui.

Para ter uma ideia da complexidade dos procedimentos, assista uma matéria no G1 a respeito da exportação de Gado Vivo.

Nossa equipe torna o seu processo de exportação e importação mais tranquilo e ágil. Nos diga como podemos lhe ajudar.